sábado, 16 de junho de 2018

Pão de milho recheado com sardinhas







Estamos na época da boa sardinha, porque não fazer um pão de milho e recheado com a rainha dos Santos?!
Usei sardinhas de conserva. Só gostava que tivesse  ficado com aquela crosta tão especial da broa, ficou com crosta de pão e não broa, mas de sabor ficou maravilhoso.
A receita do pão foi adaptada da Cozinha Tradicional.



Ingredientes (um pão médio)

250 g de farinha de milho
200 ml de água a ferver
15 g de fermento de padeiro
150 ml de água morna
1 colher- chá- de sal grosso
125 g de farinha de centeio
farinha de trigo qb (para unir a massa e polvilhar a base de trabalho)

farinha de milho para polvilhar

Recheio
2 latas de sardinha em azeite

Coloque a farinha de milho peneirada numa tigela e deite a água a ferver. Vá mexendo com uma colher de pau até atingir uma temperatura que possa amassar com as mãos.
Amasse bem, tape a tigela com um pano e deixe repousar 1 hora.
Passado esse tempo dilua o fermento na água morna junte à massa de milho, amasse bem, junte o sal e a farinha de centeio e continue a amassar.
Polvilhe a base de trabalho com farinha de trigo,deite a massa e amasse bem. Vá juntando farinha de trigo caso seja necessário a pouco e pouco. A massa vai ficar pegajosa e firme.mas não dura.
Depois de bem amassada, estenda a massa como se formasse um quadrado e espalhe as sardinhas. Feche a massa e dê-lhe uma forma arredondada. Polvilhe com farinha de milho, tape com um pano e deixe levedar uma hora.
Pré aqueça o forno a 200º, polvilhe um tabuleiro com farinha de milho e leve a cozer 30 a 40 minutos.
Para saber se o pão está cozido bata com a mão na base do pão, se ouvir um som oco, está cozido.
Retire do forno e deixe arrefecer sobre uma grelha.
Sirva cortado às fatias como entrada ou a acompanhar um caldo verde para um lanche ajantarado.



Notas: use as sardinhas que quiser com tomate, em óleo, ao natural...











domingo, 10 de junho de 2018

Gelado de pastel de nata

gelado caseiro de pastel de nata


gelado caseiro de pastel de nata


gelado caseiro de pastel de nata

Esta receita é a maravilha das maravilhas. Já tinha provado gelado de pastel de nata numa geladaria e tinha gostado, mas este é... maravilhoso. Fantástico!!!
O difícil neste gelado é conseguir parar de o comer.
Faz as delícias de qualquer um, em especial os fãs de pastel de nata.

A receita da base do gelado é do livro A vida Secreta dos Gelados, da Rita Nascimento. A receita dp creme encontram no youtube ou site da Rita.
Experimentem e vão ser o vício que é.

Ingredientes (forma de bolo inglês)

Creme de pastel de nata
250 g de leite (usei meio gordo)
150 g de açúcar
75 g de água
30 g de farinha de trigo sem fermento
4 gemas L
1 pau de canela
3 ou 4 tiras de casca de limão

Base do gelado
250 ml de leite meio gordo
200 ml de natas para bater
30 g de leite em pó
100 g de açúcar
3 gemas L

 Comece por preparar o creme.
Pré aqueça o forno a 250º
Forre um tabuleiro pequeno com papel vegetal.

Leve ao lume a água com o açúcar, mexa para que o açúcar se dissolva e deixe ferver 3 minutos sem voltar a mexer.
 Dissolva a farinha num pouco de leite frio, mexa bem para que fique sem grumos.
Leve o restante leite ao lume com o pau de canela e as tiras do limão até começar a borbulhar.
Deite o leite na mistura de farinha, a pouco e pouco e mexendo bem.
Leve ao lume mexendo sempre até engrossar. Retire do lume e junte a calda de açúcar em fio ao creme mexendo sempre para não criar grumos. Deixe arrefecer 10 minutos.
Numa taça bata as gemas e vá juntando o creme a pouco e pouco, mexendo sempre até ter esgotado o creme.
Passe o creme por um passador para descartar o limão e canela e alguns grumos que se possam ter criado.
Deite o preparado no tabuleiro e levar ao forno a cozer durante 10 minutos, ou até o creme ter solidificado e ter algumas manchas de queimado.

gelado caseiro de pastel de nata

Deixar arrefecer completamente antes de usar.

Base do gelado

Num tacho leve os leites e as natas a lume médio. À parte mexa bem as gemas com o açúcar com uma vara de arames e reserve. Quando os leites e as natas estiveram prestes a ferver, retire do lume e com uma concha pequena deite pequenas porções no creme das gemas e mexa bem.
Leve de novo tudo a lume baixo mexendo sem parar, até o creme engrossar sem deixar ferver. Demora cerca de 2 ou 3 minutos. O creme está bom quando cobrir as costas de uma colher, passar o dedo e se formar uma estrada.
Retire do lume e passe por um passador para eliminar eventuais grumos.
Deixe arrefecer completamente.

Depois da base e do creme estarem frios, corte bocados do creme e junte à base de gelado. Com a varinha ou um processador de alimentos triture tudo muito bem. Aproveite as partes queimadas do creme tão características dos nossos pastéis de nata.
Leve ao frigorífico mais umas horas. (Deixei 3 horas.) Leve à sorveteira e siga as instruções da marca.
Deite o gelado numa forma ou noutro recipiente tape e leve ao congelador até ganhar a consistência de gelado.
Retire do congelador 15 minutos antes de servir, para que tenha aquela cremosidade tão especial dos gelados.
Delicie-se.

gelado caseiro de pastel de nata

Notas: Se tiver um termómetro de cozinha a temperatura ideal da base do gelado deve atingir os 80º.
Se quiser baixar a temperatura da base do gelado para evitar que as gemas continuem a cozer, coloque a taça dentro do lava loiça com água e gelo.
Vou-vos confessar uma coisa, por norma quando o gelado sai da sorveteira, antes de ir para o congelador, como sempre uma tacinha. Adoro a consistência do gelado quando sai da sorveteira. 

gelado caseiro de pastel de nata


gelado caseiro de pastel de nata


gelado caseiro de pastel de nata


gelado caseiro de pastel de nata


gelado caseiro de pastel de nata


gelado caseiro de pastel de nata