segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Pastéis de nata de abóbora

pasteis de nata e abobora


pasteis de nata e abobora


pasteis de nata e abobora


Mais uma semana que começa, e sem feriados, ai, ai...
Já estou a pensar no próximo fim de semana e a pensar que receita hei-de fazer.
Quando digo que me abstraio do mundo lá fora e de todos os problemas, que me descontrai quando começo a preparar as formas há quem não me entenda. Há tanta coisa para fazer no fim de semana e eu penso enfiar-me no meio de formas. É verdade e eu também as faço quando posso. Mas isto deve ser um vício que comparo a quando temos um animal de estimação pela primeira vez. Enquanto não o temos, não sabemos o que é amar esse ser, mas depois é muito difícil pensarmos viver sem ele.
Isto é o mesmo, acabo de fazer uma receita já penso na próxima.


A receita hoje são uns pastéis de nata com abóbora, uma experiência que resultou no sabor. Por aqui adoramos e será para repetir.

Ingredientes (18 unidades- as minhas formas são pequenas)

150 g de abóbora descascada e cortada em pequenos cubos 
1 casca de limão
1 colher- café- d canela em pó
1 pitada de sal
400 ml de natas
4 gemas L
15 g de farinha de trigo sem fermento
150 g de açúcar mascavado (ou outro)

1 placa de massa folhada

Desenrole a massa folha e passe com o rolo da massa para que fique bem esticada. Volte a enrolar e corte rodelas de massa com cerca de 2 cm, com a ajuda dos dedos polegares humedecidos forre as formas espalhando bem a massa até ao rebordo da forma. Coloque as formas num tabuleiro e reserve no frigorífico.
Leve a abóbora a cozer cerca de 4 ou 5 minutos no microndas com a casca de limão, o sal e a canela, sem água. A meio do tempo mexa e verifique a cozedura.
Depois de cozida retire a casca do limão e deixe escorrer bem. Reduza a puré.

Leve um tacho a lume brando com as natas e o puré da abóbora, mexa bem e deixe aquecer sem levantar fervura.
Numa taça bata as gemas, com a farinha e o açúcar até obter um creme bem ligado. Deite pequenas porções das natas aquecidas no creme e mexa bem, repita até ter esgotado as natas.
Volte a colocar no tacho e leve novamente a lume brando mexendo sempre até o creme engrossar e formar ponto de estrada.
Deixe arrefecer um pouco enquanto isso pré aqueça o forno a 220º.

Com uma colher de gelados distribua o creme pelas formas forradas com a massa folhada sem encher completamente. Leve a cozer 15 a 20 minutos no forno, ou até achar que a massa folhou e os pastéis estão dourados. Deixe arrefecer um pouco ainda dentro do forno.
Passe a ponta de uma faca a toda a volta da forma, desenforme e sirva ainda quente ou deixe arrefecer. Delicie-se!

pasteis de nata e abobora



Notas: Pode aromatizar o creme dos pastéis com extracto de baunilha e pode polvilhar os pastéis com canela na hora de servir.
O creme vai subir e depois descer como acontece com os pastéis de nata normais.

pasteis de nata e abobora


pasteis de nata e abobora


pasteis de nata e abobora


pasteis de nata e abobora


pasteis de nata e abobora


pasteis de nata e abobora

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Bolo de iogurte recheado de pêra e caramelo salgado


bolo de iogurte pera e caramelo salgado

bolo de iogurte pera e caramelo salgado


bolo de iogurte pera e caramelo salgado






Este é um bolo simples que basicamente posso descrever como sendo um bolo de iogurte. É um bolo super especial. Foi uma receita que fiz em Setembro do ano passado para festejar o aniversário da minha filha e que agora passado mais de um ano reproduzi e desta vez com a ajuda do grande amor da minha vida; a minha neta Alice de 2 anos.

Pesei os ingredientes, coloquei cada um numa taça e a Alice ia-me dando as taças conforme eu ia pedindo. Enquanto isso o chão da cozinha estava armadilhado com dezenas de brinquedos espalhados pelo chão, que tinham de vir ver o que a avó estava a fazer com a Alice. Eu quase levitava para não pisar nada. Estávamos super divertidas e animadas e o bolo lá foi saindo.

Na hora de fotografar, tive de explicar o porquê de estar a tirar fotografias a um bolo, enquanto ela se ria, com aquela gargalhada que me enche a alma e dá vida, e ia colaborando comigo.

Este bolo e estas fotografias são reais. Cheios de imperfeições, feitos por uma avó e uma neta sem grandes cuidados na apresentação e no cenário. Um dos bolos que mais prazer me deu fazer.

Obrigada meu grande amor!!!!!!!!!!!!!

Sempre que entrarem num blog amador e virem uma foto fantástica, com um cenário maravilhoso e encantador lembrem-se sempre que foi feito por pessoas normais, em cozinhas normais, com loiças normais, casas reais, por vezes no meio do caos e que essa pessoa só tem duas vontades. Partilhar o que sabe, mesmo que esse saber não seja perfeito e e aprender com os erros.


Entretanto deixo o lema de vida da minha neta que acho que todos devemos seguir. Todas as coisas que nos chatearem, ou que não queremos perto de nós devemos dizer "ixú fica pá manhã". Garanto que ela é uma criança super feliz e alegre, por isso nós adultos também devemos conseguir ser.

Por isto tudo este bolo está imperfeito, mas é bem especial.

A 1ª vez que fiz o bolo fiz para 40 pessoas, desta vez adaptei a receita para 8 pessoas.



Ingredientes (2 formas 17cm)


Bolo

6 ovos
340 g de açúcar mascavado
150 g de iogurte natural
300 g de farinha sem fermento
1 colher -chá- de canela em pó
1 colher -sobremesa- de fermento em pó


Recheio
6 pêras rochas
2 anis estrelado
1 colher -sopa- de açúcar
560 g de queijo creme à temperatura ambiente
40 g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
80 g de açúcar em pó

Caramelo salgado
110 g de açúcar
200 ml de natas gordas
20 g de manteiga
sal q.b.

Decoração
anis estrelado
pêra cozida
1 colher -sopa- de açúcar para a decoração de caramelo


Unte e polvilhe as formas. Pré aqueça o forno a 180 º.

Bata os ovos com o açúcar em velocidade rápida até duplicarem de volume. Junte o iogurte e deixe bater mais uns segundos.
Peneire os secos e envolva com uma espátula no creme. Distribua pelas duas formas e leve a cozer 30 a 35 minutos, ou até fazer o teste e estar cozido.
Deixe arrefecer um pouco nas formas e desenforme para uma rede para que arrefeça. Depois de frios apare o topo dos bolos caso seja necessário, corte os bolos a meio ficando com 4 discos. Reserve.

Descasque as pêras, corte-as a meio, deixando duas partes com o pé e o caroço. Coloque num tacho, junte água até ficarem mergulhadas. Junte o açúcar e o anis e leve ao lume até cozerem.
Retire as pêras da calda, reserve a calda e deixe arrefecer tudo completamente. Reserve.

Para o creme de queijo bata o queijo com a manteiga em velocidade baixa ou com uma espátula até ficar bem misturado. Adicione o açúcar em pó peneirado a pouco e pouco e misture bem. Reserve.

Para o caramelo salgado leve o açúcar a lume baixo-médio sem mexer, apenas abanando o tacho até fazer um caramelo seco. Aqueça ligeiramente as natas no microondas durante uns 15 segundos.
Quando o caramelo tiver atingido a cor dourada junte com cuidado as natas, mexa e deixe derreter o açúcar que cristalizou e ter-se formado um creme espesso. Retire do lume, junte a manteiga cortada em bocadinhos, mexa até a manteiga ter derretido. Junte uma pitada de sal, volte a mexer e prove para saber se está ao seu gosto. Deite numa taça e deixe arrefecer completamente.

Para a decoração de caramelo leve o açúcar a lume médio-baixo e deixe o açúcar derreter e formar caramelo. Deite o caramelo em cima de um bocado de papel vegetal, espalhe com a ajuda das costas de uma colher e dê-lhe a forma que deseja. Deixe arrefecer completamente. Descole do papel e guarde num local seco. Não coloque no frigorífico porque derrete.

Depois de todos os elementos frios faça a montagem do bolo.

Coloque um disco no prato de servir deite umas gotas da calda sem humedecer muito o bolo. Espalhe uma camada do creme de queijo, lamine as pêras (reservando as duas metades que têm caroço) com uma colher distribua um pouco do caramelo salgado, como se estivesse a fazer uns riscos. Coloque o outro disco e repita até acabar os discos. Reservando um pouco do caramelo para o topo do bolo.Vá verificando se o bolo está direito, ou inclinado. Se estiver a ficar inclinado, tente nivela-lo de maneira que fique o mais direito possível.
Com uma colher ou saco de pasteleiro, preencha os espaços entre os discos com o creme de queijo. Barre o último o último disco com o creme de queijo e leve ao frigorífico até estar refrigerado, uma ou duas horas.
Depois de refrigerado, espalhe o caramelo salgado pelo topo com uma colher de maneira que escorra um pouco pelo bolo. Se o caramelo estiver muito espesso aqueça-o uns segundos no microondas mexa bem e espalhe.
Decore com as pêras que reservou, se achar necessário corte um pouco a base das pêras para que se segurem no topo do bolo, junte os anis estrelados e reserve no frigorífico.
Deve ser retirado do frigorífico pelo menos 30 minutos antes de servir. Coloque a decoração de caramelo e... encante e delicie quem estiver ao seu lado e saboreie o seu trabalho com prazer e um sorriso.


bolo de iogurte pera e caramelo salgado


Notas: se preferir a massa do bolo mais arejada, mais tipo pão de ló separe as claras das gemas, bata as gemas com o açúcar, siga a receita e por último junte as claras em castelo à massa incorporando a pouco e pouco e delicadamente com uma espátula na massa.

Se não gostar de anis use canela em pau ou baunilha.

bolo de iogurte pera e caramelo salgado




bolo de iogurte pera e caramelo salgado


bolo de iogurte pera e caramelo salgado


bolo de iogurte pera e caramelo salgado