quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Duchesses

massa choux


Duchesse um bolo feito com massa choux, ou como alguns chamam massa fartos ou massa cozida.
Esta massa traz-nos o requinte da pastelaria francesa.
Hoje foi recheada com natas e decorada com fios de ovos.
Quem não gosta???
As fotos não ficaram lá essas coisas, a electricidade faltou durante algumas horas e quando acabei de os rechear com a ajuda da minha filha, já era noite.
Impensável aguardar até o outro dia para tirar as fotos e o pessoal não comer.
Já a pensar no dia de São Valentim publico a receita para terem tempo de fazer uma surpresa doce aos vossos namorados/as ou para preparar este fim de semana que se aproxima.
Bom resto de semana e bom fim de semana.



Ingredientes (rendeu 23 bolos médios)

Massa
160 ml de água
100 ml de leite
10 g de açucar
150 g de manteiga
6 ovos
200 g de farinha

Recheio:
400 ml de natas geladas
4 colheres -sopa- de açucar em pó

Para decorar
100 g de fios de ovos

Comece por fazer a massa
Forre com papel vegetal dois tabuleiros

Leve ao lume a água, leite, açucar e manteiga quando ferver e a manteiga estiver derretida junte a farinha toda de uma só vez e mexa energicamente com uma colher de pau durante uns dois ou três minutos, até a massa se descolar do fundo e dos lados do tacho.
Passe a massa para a tigela da batedeira e bata alguns minutos em velocidade alta para libertar o vapor e a massa ficar morna.
 Depois de morna, reduza a velocidade da batedeira e acrescente dos ovos um a um. Adicione o seguinte quando o anterior estiver completamente absorvido.
A massa deve ficar mole, lisa e brilhante.

Pré aqueça o forno a 200 º.
Coloque a massa num saco de pasteleiro com um bico redondo ou estrelado e abertura larga, faça umas linhas de massa com cerca de 12 cm de comprimento e 2,5 cm de largura.
Leve a cozer 10 minutos a 200º. Passado esse tempo reduza a temperatura do forno para 180º e deixe cozer mais 20 minutos. Por fim para a massa secar bem por dentro, reduza a temperatura para 160º e deixe cozer mais 10, ou até ficar dourada.
Deixe arrefecer dentro do forno com a porta entreaberta (coloque por exemplo o cabo de uma colher de pau para a porta não fechar).

Para o recheio bata as natas bem geladas em velocidade baixa, até começarem a espessar. Junte a pouco e pouco o açucar em pó peneirado e bata até obter um chantilly firme.
Colocar num saco de pasteleiro de bico frisado

Montagem
Fazer um corte em cada bolo na parte superior no sentido do comprimento e rechear com o chantilly.
Por fim decorar com os fios de ovos.
Guarde no frigorífico e sirva-os bem frescos.




Nota:
O segredo do sucesso desta massa está no tempo de cozedura.
A massa ao cozer ganha uma crosta fina e fica tipo insuflada com um interior oco. Se se desligar o forno antes da massa estar bem seca por dentro
Se a massa não ficar bem seca por dentro, os bolos baixam e não voltam a crescer e ficam tipo "murchos" e moles.
Devem ser recheados depois de estarem completamente frios.
Se não os vai rechear assim que arrefecerem guarde-os numa caixa hermeticamente fechada, não devem de modo algum estarem num ambiente onde haja vapores. O vapor vai amolecer os bolos.
Prove o chantilly, se achar necessário pode aumentar a quantidade de açucar.