segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Pavlova com mascarpone e creme de manga

receita pavlova

Por aqui estamos em modo férias.
O tempo não está lá essas coisas, mas pouco me importa. O que me interessa é estar uns dias sem a rotina e doideira habitual.

Hoje a publicação é o resultado de aproveitamento de claras congeladas.
Costumo congelar as claras em caixas. Em cada caixa coloco uma etiqueta com a quantidade que tem. Sempre que acrescento uma clara, actualizo a quantidade de claras na etiqueta. Por norma congelo 4 claras em cada caixa.
Costumo fazer molotofe, nunca me tinha aventurado a fazer uma pavlova. Sempre pensei que seria difícil e não me ia sair bem.
Estava muito enganada, embora não ficasse perfeita, ficou com com uma cor e textura lindas.
Bem crocante por fora e macia por dentro. Mesmo não sendo grande apreciadora de manga, achei uma combinação de sabores excelente.



Aventurem-se que vão gostar.

Com este desafio doce desejo-vos uma boa semana e um bom ano escolar a todos os que hoje iniciam mais um ano lectivo.
Eu vou ali e já volto.


A receita da pavlova e do curd de manga é do Coco e Baunilha


Ingredientes (rendeu uma pavlova com cerca de 20 cm)
4 claras
150 g de açucar
1 colher- chá- de vinagre branco
1 colher - chá- de maizena
1 colher - sobremesa- de pasta de baunilha


Recheio:
250 g de mascarpone
2 colheres- sopa- de açucar em pó

Creme de manga
1 manga (cerca de 200g)
70 g de açucar
uma colher- sopa- de sumo limão
40 g de manteiga
20 ml de natas
1 colher -chá- de maizena
1 ovo e 1 gema
1 colher - sobremesa - de açucar baunilhado

3 fatias de manga para decorar

Comece por forrar um tabuleiro com papel vegetal e desenhe um círculo no verso do papel (use um prato de sobremesa para desenhar o círculo).

Pré aqueça o forno a 150 º

Para o suspiro bata as claras em castelo, e assim que se começarem a formar picos, junte o açucar a pouco e pouco.
Continue a bater até estarem bem firmes e brilhantes.
Junte a baunilha e o vinagre e continue a bater mais uns minutos.
 Por fim envolva a farinha maizena nas claras sem bater.
Espalhe as claras pelo círculo que fez no papel. Com a ajuda de uma espátula faça um círculo uniforme. Faça uma pequena cavidade no meio do círculo.
Leve a cozer.
Durante 15 minutos regule a temperatura para 140 º.
Depois desse tempo, deixe cozer mais 1h30 a 120º.
Depois de cozida deixe-a no forno mais 10 minutos. Passado esse tempo, entreabra a porta do forno e deixe arrefecer assim.

Deixe arrefecer completamente antes de rechear.



Recheio
Bata o queijo uns segundos e depois junte o açucar em pó, continue a bater até ter um creme homogéneo e os ingredientes bem ligados.

Creme de manga
Coloque uma panela ao lume com água, vai precisar para cozer o creme em banho maria.

Descasque e triture a manga com o sumo de limão. Reserve.
Numa tigela refratária bata o ovo, a gema, os açucares e a maizena. Bata de maneira que os ingredientes fiquem bem ligados e a maizena não crie grumos.
Junte a polpa da manga e as natas e mexa bem.
Leve a cozer em banho maria até ferver e o creme espessar, mexendo sempre.
Depois de ferver junte a manteiga e mexa bem.
Retire do lume e coloque no liquidificador, ou triture com a varinha.
Reserve e deixe arrefecer antes de usar.


Montagem

Coloque a pavlova no prato de servir.
Com uma espátula ou colher espalhe o recheio do queijo na cavidade do suspiro.
Por fim espalhe o creme de manga, decore com manga cortada e sirva.




Notas:
O suspiro deve ser recheado pouco tempo antes de servir para evitar que perca o crocante.
Para cortar e evitar que o suspira se desmanche, deve usar uma faca de serrilha e fazer movimentos como se estivesse a serrar, sem fazer pressão para baixo.
Sobrou-me muito creme de manga, pode diminuir a quantidade de manga e adaptar a quantidade dos outros ingredientes.
Não tinha pasta de baunilha, usei a raspa de 1 vagem.