sábado, 10 de janeiro de 2015

Tarte de laranja e cenoura



Uma tarte de laranja e cenoura, que eu tenho de baptizar de tarte rebelde.
Uma combinação perfeita.
Uma tarte simples de fazer, mas que pode não correr bem quando estamos cansadas e temos a cabeça em todo o lado menos ali. Foi o que me aconteceu.
Primeiro ia incendiando o forno quando pus a massa a cozer.
Tinha um tabuleiro no forno com peixe a assar e pus a forma da tarte forrada com papel vegetal e a massa para cozer um pouco antes de colocar o recheio. Até aqui tudo bem, se esta cabeça tivesse pensado que tinha posto a forma com o papel quase junto à resistência.
Conclusão, passados uns minutos um cheiro a papel a arder que não se podia.
Bem lá passou o susto da azelhice, problema resolvido, o senhor cá de casa a perguntar se era preciso chamar os bombeiros e eu a deitar chispas pelos olhos.
Começo a fazer o recheio, descasco as cenouras, começo a ralar e, ai....
Ralei um bocado do polegar, ai mãe...
Derreto a manteiga no microondas, e não sei como, entorno metade da manteiga na bancada e porta do armário.
Oh santa mãe, talvez fosse melhor ir dormir.
Enfim depois das aventuras, ou desventuras a tarte rebelde lá tomou caminho.
Não se assustem que isto só me aconteceu a mim, a vocês vai correr bem e vale a pena fazer porque é uma combinação perfeita.



Receita adaptada da revista Doces & CO.
Bom fim de semana a todos.

Ingredientes (forma de 18 cm)

1 embalagem de massa areada

Recheio:
300 ml de sumo de laranja natural
40 g de manteiga derretida
180 g de açucar
6 ovos
100 g de cenoura ralada (2 cenoura médias)
1 colher -sopa- bem cheia de amido de milho


Decoração
2 ou 3 fatias de laranja
casca de laranja bem fina
açucar em pó qb


Pré aqueça o forno a 180º

Forre a forma de tarte de fundo amovível com papel vegetal, ou aproveite o que vem com a massa. Estenda a massa e forre a forma, pique a massa com um garfo, tape-a com papel vegetal, de maneira que o papel fique encostado aos lados e fundo para evitar que se queime e use por exemplo feijão ou grão seco para fazer peso e a massa não deformar.
Coza 15 minutos.
Retire do forno e reserve.

Recheio
Reserve cerca de 80 ml de sumo de laranja.
Rale as cenoras.
Deite o restante sumo num tacho, junte os ovos, a cenoura ralada, a manteiga derretida, e o açucar.
Bata uns minutos com uma vara de arames ou a batedeira e leve a cozer em lume brando.
Deixe cozer uns minutos mexendo sempre com a vara de arames.
Misture o sumo de laranja que reservou com o amido de milho e junte ao preparado, deixe cozer sem ferver até fazer ponto de estrada.
Retire do lume e deite o recheio na tarteira com a massa cozida e leve a cozer a 180º,  40 minutos, ou até achar que o recheio está sólido.
Retire do forno e deixe arrefecer completamente antes de desenformar.

Lave uma laranja.
Corte duas ou três fatias de laranja bem finas, seque-as bem com papel de cozinha, para tentar tirar o máximo de sumo possível. Passe-as por açucar em pó e leve-as ao forno num tabuleiro ou forma forrada com papel vegetal cerca de 15 minutos, ou até ficarem douradas.
A meio da cozedura, quando verificar que a parte de cima está dourada, vire as rodelas de laranja para que dourem do outro lado.
Corte uma tiras de casca de laranja, enrole-as tipo caracol e leve-as ao forno uns minutos até secarem.

Desenforme a tarte depois de fria, para o prato de servir,  polvilhe com açucar em pó e decore com a laranja.



Notas: Não há muito a acrescentar a esta tarte.
O único cuidado é deixa-la arrefecer completamente antes de desenformar, ou o recheio pode abrir fendas.
Deixo a sugestão de substituírem o açucar em pó por raspas de chocolate. Só me ocorreu isso depois de estar polvilhada, a combinação de sabores da cenoura e laranja, com o chocolate é maravilhoso, por isso há-de resultar muito bem nesta tarte.