domingo, 29 de março de 2015

Bôla de carnes



A publicação de hoje é carregada de recordações, muito carinho e muitas, muitas saudades.

Sempre preferi a bola de carne ao folar doce decorado com ovos cozidos que faz parte da tradição aqui do centro.
Esta preferência deve-se à minha costela transmontana.
Recordo-me que na altura da Páscoa chegava pelo comboio um embrulho onde vinha a bola, alheiras e um mimo para mim, normalmente chocolates ou uma boneca.
Os meus avós paternos mesmo a mais de 300 km sempre estiveram presentes na nossa vida.
Uma bôla que esperava dias fechada numa caixa até nos ser entregue, quando chegava era recebida com alegria e muita vontade de se comer.
Era uma bôla feita pelas mãos da minha avó que mesmo andando km até ao seu destino ainda chegava fofa, sem estar dura.
Feita com a farinha que o meu avô moía na azenha dele, em que o "motor" eram as águas do Tua.
O azeite das oliveiras dele e os enchidos feitos também lá em casa.
A casa dos meus avós era muito humilde.
Uma casa de pedra onde de inverno o único conforto era uma lareira no meio da cozinha e uns cobertores grossos feitos de lã de ovelha.
Uma casa pobre mas onde quem lá ia se sentia muito bem recebido e a casa estava sempre cheia.
Tanta saudade tenho de tudo o que lá vivi. 
Tanto sorriso esboço ao recordar-me do carinho que me davam. Que capacidade tinham de me amar mesmo à distância.

Esta bôla não sendo a receita original da minha avó fica com um sabor muito idêntico.
Um ligeiro sabor a azeite misturado com o sabor das carnes é excelente.

Boa semana. 


Ingredientes (forma de 20 cm)
 4 ovos
200 ml de azeite
200 ml de leite
330 g de farinha
1 colher -sobremesa- de fermento em pó

Carnes frias para o recheio (enchidos, presunto, aves...) cerca de 500 g

Prepare as carnes. Desfie as aves e corte os enchidos.

Forre uma forma sem buraco com papel vegetal. Unte o papel para facilitar o desenformar.

Pré aqueça o forno a 180 º

Coloque na batedeira os ovos e o azeite e deixe bater em velocidade média durante 10 minutos.
Junte um terço da farinha, mexa e junte metade do leite.  Continue a bater mais uns minutos até os elementos estarem bem misturados.
Junte mais uma parte da farinha e o restante leite e continue a bater até estar tudo bem integrado.
Misture o fermento à farinha que lhe resta e junte à massa. Bata e misture tudo muito bem.

Deite metade da massa no fundo da forma e espalhe as carnes de maneira uniforme pela massa.
Tape com o resto da massa, alise o topo da com uma espátula ou faca e leve a cozer 40 a 50 minutos.
Passado esse tempo faça o teste para ver se está cozida.
Desenforme para o prato de servir e sirva fria ou ainda morna.



Notas: É uma receita muito simples e rápida de fazer.
O que demora mais é bater os ovos com o azeite, este passo deve ser cumprido, para que fique bem fofa e se aguente alguns dias sem ficar dura.
Desta vez fiz com sobras de frango guisado e enchidos.
Já fiz algumas vezes com um refogado de bacalhau, outras com atum, também com fiambre e queijo. Fica sempre muito boa e gulosa.
Feita num tabuleiro e cortada em quadrados pequenos serve para entrada.
Algumas vezes cá em casa acompanhada de uma sopa serve de jantar domingueiro.